sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

"Todo o poder emana do... prefeito e vereadores de Paulo Afonso (Bahia)"

Vereadores de Paulo Afonso aprovaram reajuste de salários (Foto: Reprodução/TV Bahia)

A ilustração perfeita do que é a política no Brasil vem desta vez da cidade de Paulo Afonso, município do estado da Bahia, cuja câmara municipal, na última quinta-feira, 22/12, aprovou um aumento para o prefeito, secretários e para os próprios vereadores, que ultrapassaria qualquer limite do constrangimento, se ali ainda restasse um resquício mínimo de decência.

Com o novo salário, o prefeito da cidade, que tem pouco mais de 100 mil habitantes, passará a ganhar R$33 mil reais. Vice-prefeito, secretários e vereadores, que também serão agraciados com aumento salarial, passarão a ganhar R$14 mil e R$12 mil, respectivamente. Isso, diga-se de passagem, no exato momento em que se pinta com todas as cores e alardeia-se aos quatro ventos a pior crise econômica que o país vive nos últimos anos. Crise, aliás, que subsidia todo tipo de argumento para encostar ainda mais contra a parede o resto de direitos que os trabalhadores do país detém.

De quem deveria vir o exemplo, de fato vem, mas o péssimo exemplo do uso do dinheiro público para benefício próprio. O que justifica, afinal, o prefeito de um município minúsculo, de um estado que enfrenta todos os tipos de privações econômicas, ganhar mensalmente mais do que o presidente da República? Em termos educados, eu diria: falta de bom senso, mas de verdade mesmo, o que falta é vergonha, coisa que boa parte de nossos políticos perdeu há muito tempo.

Mas o fato por si só não é o suficiente para deixar explícito o cinismo dos vereadores de Paulo Afonso. Sabe qual é o lema da cidade, estampado na parede da Câmara Municipal, onde toda essa horrorosa situação foi legitimada: "Todo poder emana do povo e em seu nome será exercido". É mole?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts relacionados

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...