terça-feira, 24 de abril de 2012

Se fosse na França, atirador da Noruega teria apoio de pelo menos 20% do eleitorado

As eleições francesas que aconteceram no último domingo, serviram para confirmar o que cada vez é mais óbvio: a força do terrorismo 'democrático' de direita na Europa.

A cada eleição na França, eu tremo na base. Aqui, quase não ouvimos falar, mas lá, as evidências não deixam dúvidas: a ultra-direita é fortíssima. Tire por base a expressiva votação de Marine Le Pen, filha e herdeira política do monstruoso Jean-Marie Le Pen, fundador da Frente Nacional, partido declaradamente fascista, que prega a perseguição aberta a imigrantes, além de outra barbáries como a pena de morte, etc.

Nestas eleições, Marine Le Pen conquistou 20% do eleitorado francês, levantando com muito fervor a bandeira da desislamização da França e agora será peso decisivo no segundo turno, entre Sarkozi e Hollande.

Tudo isso numa Europa onde há menos de um ano, Behring Breivik matou pelo menos 76 pessoas na Noruega, em prol da mesma causa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts relacionados

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...